Entenda tudo sobre o Novembro Azul - Sidesc

Existe um mês em que a saúde do homem fica totalmente em evidência. Você já sabe qual é? Se a resposta for “não”, de agora em diante possivelmente jamais esquecerá, basta lembrar da expressão Novembro Azul. Ela diz respeito a um movimento que começou em 2003, na Austrália, e engloba um conjunto de iniciativas de conscientização sobre a importância da prevenção e diagnóstico precoce de algumas complicações de saúde que atingem a população masculina, principalmente o câncer de próstata.

Atualmente, mesmo com a campanha sendo conhecida no mundo de todo, não são raras as pessoas que ficam em dúvida sobre o que de fato ela engloba. Por isso, preparamos este artigo com tudo sobre Novembro Azul para que você também possa disseminar essas orientações.

Por que o câncer de próstata é o principal foco?

Quando o assunto envolve tudo sobre Novembro Azul, é fundamental estar a par dos dados sobre o câncer de próstata, eles evidenciam o porquê deste foco intenso. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), depois do câncer de pele não melanoma, o câncer de próstata é o mais comum entre homens no Brasil, assim como em todo o mundo. Somente no Brasil, o Inca estima que 68.220 novos casos sejam diagnosticados ao longo de 2018.

O incentivo para que os homens destinem mais atenção à saúde é pelo seguinte motivo: o câncer de próstata ocorre quando as células da próstata começam a se multiplicar de forma desordenada. Quando descoberto nos estágios iniciais, as chances de cura maximizam. O problema é que, na fase inicial, geralmente não há sintomas.

A maneira mais precisa de diagnosticar precocemente é a partir de dois exames específicos, o toque retal e dosagem de PSA. Em resumo, para que isso aconteça, consultas de rotina devem integrar os hábitos da população masculina.

Como funcionam os exames

A partir dos 50 anos de idade, é importante que os homens se submetam a exames anuais de toque retal e de dosagem de PSA. Se o paciente tem histórico familiar da doença, deve avisar previamente o seu médico, pois o início do rastreamento deve acontecer ainda aos 45 anos de idade.

Toque retal: exame clínico em que o médico consegue detectar alterações no tamanho e na consistência da glândula prostática.

Dosagem de PSA: consiste na detecção do nível de PSA no sangue, que é uma proteína produzida pela próstata.

Entenda a evolução dos sintomas

Inicialmente, o câncer da próstata tem evolução silenciosa. No entanto, há casos em que os pacientes apresentam sintomas semelhantes aos do crescimento benigno da próstata, que incluem dificuldade para urinar e necessidade de urinar mais vezes do que o habitual. Já na fase avançada, o câncer de próstata pode provocar dor óssea, sintomas urinários, infecção generalizada e insuficiência renal.

Existem formas de prevenir o câncer de próstata?

Felizmente, de acordo com o Ministério da Saúde, existe uma série de doenças prevalentes nos homens que, em geral, são evitáveis ao manter hábitos saudáveis ao longo da vida. O câncer de próstata está nessa lista, assim como as doenças cardiovasculares. Os cuidados específicos indicados pelo Inca e que merecem atenção são estes:

– estabelecer uma dieta balanceada, rica em  frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais. Evitar alimentos gordurosos, principalmente os de origem animal.
– praticar atividades físicas durante, pelo menos, 30 minutos diários;
– controlar o peso corporal;
– reduzir a ingestão de bebidas alcoólicas;
– não fumar;
– consultar o médico periodicamente para identificar o mais cedo possível qualquer necessidade de alteração de hábitos.

Percebeu que cada um dos hábitos que contribuem para prevenir o câncer de próstata e outras doenças crônicas não transmissíveis são possíveis de incorporar à rotina? Agora que você já sabe tudo sobre Novembro Azul, aproveite para conferir a rede credenciada Sidesc e identificar os profissionais de saúde que podem te ajudar a definir detalhadamente, de acordo com o seu ritmo, as condutas diárias que vão te ajudar a viver mais e melhor.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *