Dermatologista: o que essa especialidade tem a ver com você? - Sidesc

Muito provavelmente, você já ouviu falar na especialidade médica chamada de Dermatologia. Mas você sabe exatamente o que um dermatologista faz?

 

Em síntese, é um médico especialista em tudo o que está relacionado à saúde da pele, cabelo e unhas. Enfim, nenhum médico possui o mesmo nível de especialização ou treinamento nesse segmento.

Continue atento a este post e saiba quando é hora de procurar um dermatologista.

 

 

Principais condições de saúde relacionadas ao dermatologista

 

Um dermatologista é capacitado para diagnosticar e tratar mais de três mil condições diferentes em pacientes de todas as idades, ou seja, de recém-nascidos a idosos. Resumidamente, as complicações mais comuns que aparecem nos consultórios estão listadas a seguir. Veja.

Acne: afeta as glândulas sebáceas da pele. Entre os sintomas estão: simples cravos, espinhas cheias de pus e grandes caroços vermelhos e sensíveis.

Câncer de pele: esse é o tipo mais frequente no Brasil. Suas formas mais comuns são: o carcinoma basocelular; o melanoma; e o carcinoma espinocelular.

Dermatite: é uma inflamação da pele que pode manifestar-se como: dermatite de contato, dermatite seborreica e dermatite atópica. Cada tipo de dermatite, no entanto, afeta a pele de maneira distinta.

Infecções fúngicas: um fungo pode infectar tanto a pele, quanto unhas e cabelos. Os principais sintomas são coceira, vermelhidão e feridas no local afetado.

Perda de cabelo: pode ser o resultado de uma doença, como a alopecia, ou de outro problema isolado. Se notar perda excessiva, procure um dermatologista imediatamente, pois o diagnóstico precoce é sempre fundamental para o sucesso do tratamento.

Problemas nas unhas: geralmente, estão relacionados a infecções por fungos e unhas encravadas.

Psoríase: é uma desordem cutânea autoimune e crônica que acelera o crescimento das células da pele. Esse rápido crescimento resulta em pele grossa e vermelha com escamas.

Rosácea: provoca vermelhidão no rosto, semelhante ao rubor. É bem comum haver pequenos inchaços com pus, além de vasos sanguíneos visíveis e pálpebras inchadas.

Verrugas: são tumores cutâneos contagiosos e benignos que aparecem quando um vírus infecta a camada superior da pele. As verrugas podem indicar um problema relacionado à imunidade. Contudo, geralmente elas desaparecem sem tratamento. Um dermatologista pode usar uma variedade de tratamentos para remover verrugas persistentes.

Vitiligo: caracteriza-se pela perda de melanina, ocasionando manchas claras na pele.

 

A importância do dermatologista no cuidado com a pele

 

De surtos hormonais à pele seca e áspera, muitas pessoas têm problemas com a pele de tempos em tempos. De todo modo, quando os problemas persistem, eles podem gerar um enorme impacto tanto no conforto quanto na autoconfiança da pessoa. Portanto, contar com a experiência de um dermatologista é a solução mais indicada para resolver ou aliviar quaisquer problemas persistentes ou condições crônicas da pele. Certamente, o médico poderá ajudar o paciente a recuperar a autoconfiança, como é o caso das pessoas com psoríase.

Outro ponto significativo é o cuidado com a melhora da aparência da pele. Atualmente, muitas pessoas, ainda mais as mulheres, procuram serviços nessa área. Para você ter ideia, em dois anos, a procura aumentou em 390%, de acordo com dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Portanto, se você está pensando em fazer algo relacionado à sua pele, é bem importante escolher um dermatologista para executar qualquer procedimento. Afinal, ele é a pessoa certa para avaliar quais tratamentos são mais indicados, de acordo com as suas condições de saúde e a fisiologia da pele.

 

o QUE FAZ UM dermatologista?

 

Entre os procedimentos e situações que fazem parte do dia a dia de um médico dermatologista estão:

  • resolver problemas de pigmentação da pele;
  • reduzir ou eliminar sinais de envelhecimento, como rugas;
  • tratar manchas de sol;
  • tratar vermelhidão facial e cicatrizes de acne;
  • avaliar a rotina alimentar e identificar possíveis causadores de complicações na pele;
  • prescrever tratamentos antienvelhecimento.

 

Enfim, um dermatologista usa uma ampla gama de técnicas sofisticadas para lidar com essas condições. Isso inclui cirurgia, terapia com laser e prescrição de medicamentos que precisam ser aplicados na pele ou consumidos via oral. Com certeza, os dermatologistas são os profissionais devidamente credenciadas para administrar, de forma correta e segura, os procedimentos cosméticos disponíveis.

Gostou das orientações de hoje sobre as atuações de um dermatologista?

O Sidesc possui uma ampla rede credenciada de profissionais dessa especialidade. Aproveite, então, para conferir sempre que surgir alguma complicação ou situação relacionada à sua pele, cabelo ou unhas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *